top of page

O MinC lançou cinco editais de seleção de Agentes Territoriais de Cultura. As inscrições vão até 27/05



O Ministério da Cultura (MinC), em parceria com Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia de diversas regiões do Brasil, lançou cinco editais para selecionar Agentes Territoriais de Cultura. As inscrições estão abertas até 27 de maio, com uma prorrogação até 10 de junho para a região Sul, devido às fortes chuvas.

Requisitos para a Vaga

Para se candidatar, é necessário:

  • Ter no mínimo 18 anos

  • Ser alfabetizado e possuir habilidades básicas em tecnologias digitais

  • Residir na Região Imediata do estado correspondente à vaga

  • Possuir atuação reconhecida na área cultural em seu território

  • Ter disponibilidade para trabalhar 20 horas semanais


Atribuições da Função

Os agentes irão desenvolver atividades de promoção do acesso à cultura em suas comunidades, incluindo mapeamento participativo, comunicação, mobilização social, e organização de eventos e ações comunitárias. Eles atuarão em 510 Regiões Imediatas, conforme definição do IBGE, que compartilham identidades culturais e redes de serviços.


Remuneração e Benefícios

Os agentes aprovados receberão:

  • Bolsa mensal de R$ 1.200,00 durante 12 meses, com possibilidade de renovação por igual período

  • Auxílio inclusão digital de R$ 1.000,00 (parcela única)

  • Auxílio inclusão digital mensal de R$ 25,00 durante 12 meses, renovável


Carga Horária

A carga horária semanal é de 20 horas, divididas em:

  • 5 horas de formação

  • 2 horas de planejamento e orientação

  • 10 horas de articulação e mobilização

  • 3 horas de sistematização


Inscrições


As inscrições devem ser realizadas no sistema Mapa da Cultura, entre os dias 08 e 27 de maio de 2024. As inscrições são por região, gratuitas e realizadas exclusivamente pela internet. Devido às fortes chuvas que atingiram o Sul do país, o prazo para a região será prorrogado até 10 de junho.



Pontuação Extra

Serão atribuídos cinco pontos extras para candidatos que se autodeclararem:

  • Mulheres

  • Jovens (18-29 anos)

  • Negros (pretos ou pardos)

  • Indígenas

  • Pessoas com deficiência

  • Quilombolas

  • Pessoas trans


Margareth Menezes, ministra da Cultura, destacou a importância da iniciativa: "Esse projeto leva políticas públicas de cultura a todos os lugares, estabelecendo a política cultural como uma política de Estado. É uma ação de construção, esperança e novas oportunidades."

O secretário-executivo do MinC, Márcio Tavares, enfatizou o impacto na juventude: "Estamos dando oportunidades, voz e espaço para uma geração com muito potencial. Essa política pública é crucial para desenvolver talentos que o Brasil não pode dispensar."


Este edital visa qualificar profissionais para promover a diversidade cultural e estimular a economia da cultura em suas comunidades, proporcionando novas oportunidades e fortalecendo a identidade cultural local.


76 views0 comments

Comments


bottom of page